Atenção

Fechar

Biblioteca

Metais & Ligas | Titânio | Informações Técnicas

Resumo: Titânio e suas ligas

Definição
Material de engenharia de aplicação relativamente recente, o Titânio possui uma densidade razoavelmente baixa (4,5 g/cm3), um elevado ponto de fusão (1668 °C) e um bom módulo de elasticidade (107 Gpa). Suas ligas são bastante resistentes, chegando a atingir valores de limite de resitência à tração de 1400 Mpa em temperatura ambiente, além de possuírem boa ductilidade e boas usinabilidade e forjabilidade.

 Sua maior limitação é uma elevada reatividade química com outros elementos em elevadas temperaturas, o que levou ao desenvolvimento de uma série de ligas especiais que elevam o custo do material. A principal característica do Titânio, entretanto, é a sua elevada resistência à corrosão em temperatura ambiente, o que o torna praticamente imune ao ar, à atmosfera marinha e a uma grande variedade de atmosferas industriais. Além disso, o Titânio é biocompatível, o que o torna uma alternativa altamente utilizada na área biomédica.


Chapas laminadas de titânio

 

Classificação
O Titânio possui as seguintes classificações no sistema da ASTM (American Society of Testing and Materials): não-ligados (Titânio em diferentes níveis de pureza), ligas a, ligas a-b e ligas b, ou seja, a sua divisão é feita de acordo com a sua estrutura cristalina e com as fases presentes. A designação é feita com alusão direta às quantidades de elementos de liga presentes. Como exemplo, podemos citar a liga Ti-0.3Mo-0.8Ni, uma liga a com as quantidades de Molibdênio e Níquel indicadas diretamente na designação da liga.

Aplicações
O Titânio possui uma série de aplicações em tecnologia de ponta. Suas características de resistência à corrosão, resistência mecânica e densidade são determinantes na escolha das suas ligas. Entre as suas muitas aplicações podem ser citadas: em componentes de turbinas à gás; vasos de pressão aeroespaciais; como material estrutural nas indústrias aeronáutica, automobilística e marinha; em carcaças de submarinos; conteiners de lixo nuclear; estruturas de suporte para sistemas óticos sujeitos a grandes variações de temperatura; implantes e próteses; bens de consumo (pulseiras de relógios, tacos de golfe, etc.), entre outras.


Tubos de Titânio: elevada resistência à corrosão

 

« Voltar