Atenção

Fechar

Biblioteca

Aços & Ligas | Aços e Ferros Fundidos | Aços Resistentes à Corrosão

11 - Aços nitrônicos

São aços inoxidáveis contendo nitrogênio de 0,14 a 0,32%, como mostra a Tabela 127 (248), com altos teores de cromo e manganês, além de níquel e, eventualmente, molibdênio, silício, nióbio e vanádio.

 

 

Tabela 127 – Composições típicas de aços inoxidáveis ao nitrogênio

 

 

Tipo

Composição química, (%)

C

Mn

Cr

Ni

N

Outros

Nitrônico 32

0,10

12,00

18,00

1,60

0,32

-

Nitrônico 33

0,05

12,00

18,00

3,20

0,32

-

Nitrônico 40

0,03

9,00

21,00

7,00

0,30

-

Nitrônico 50

0,04

5,00

21,20

12,50

0,30

2,2Mo-0,2 Nb-0,2V

Nitrônico 60

0,07

8,00

17,00

8,50

0,14

4,0Si

 

 

São do tipo austenítico e possuem maior resistência mecânica, tanto à temperatura ambiente como a alta temperatura, do que os tipos-padrão 300. Como se vê pela Tabela, apresentam carbono baixo, de modo que não ocorre transformação martensítica. Mantêm ainda resistência e tenacidade elevadas, às temperaturas criogênicas.

 

A resistência à tração dos tipos 32 e 33, no estado recozido, varia de 80,5 kgf/mm2 (785MPa) para o tipo 33 a 84,0 kgf/mm2 (820 MPa) para o tipo 32. Podem ser ambos encruados, resultando em resistência mecânica mais elevada. O tipo 33 tem sido usado na forma de barras e fios, ao passo que o tipo 32,na forma de chapas, tiras e tubos.

 

Ambos apresentam idêntica resistência à corrosão na maioria dos meios corrosivos.

 

O tipo33, no estado recozido, apresenta limite de escoamento quase que o dobro do convencional 304, ou seja, cerca de 47,0 kgf/mm2 (460 MPa) para cerca de 24,0 kgf/mm2 (240 MPa) do 304. A 540°C, o limite de escoamento do Nitrônico 33 é cerca de 10 kgf/mm2 (100 MPa) mais elevada. Sua resistência ao desgaste é igualmente muito superior – cerca de três vezes – à do tipo 304.

 

O Nitrônico 40 apresenta, à temperatura ambiente, um limite de escoamento cerca de 2 vezes maior que o dos aços inoxidáveis austeníticos comparáveis, tais como 304 e 347, além de excelentes resistências à corrosão e à oxidação. Ensaios mostraram que a -253°C, esse tipo de aço Nitrônico tem boa resistência e tenacidade, o que o torna indicado para armazenamento e transporte de gases liquefeitos.

 

O Nitrônico 50, que é o mais altamente ligado dentre os tipos Nitrônicos, apresenta melhor resistência à corrosão que os tipos convencionais 316 e 316L e cerca do dobro do limite de escoamento. Nesse aço, adiciona-se comumente também Mo, Nb e V para aumentar sua resistência mecânica e sua resistência à corrosão. Pode ser encruado, o que melhora ainda mais sua resistência, a qual pode atingir valores da ordem de 170 kgf/mm2 (1670 MPa). É produzido na forma de barras, fios, chapas, tiras e tubos. Aplica-se nas indústrias química e naval, em bombas, válvulas, cabos, correntes, molas e acessórios diversos.

 

Finalmente, no Nitrônico 60, o teor relativamente elevado de silício melhora a resistência à oxidação do aço, fato esse que tende a melhorar a resistência do material em emprego onde ocorre atrito de metal com metal, sem lubrificação.

 

À temperatura ambiente, o tipo 60 apresenta 41,0 kgf/mm2 (400 MPa) de limite de escoamento, 71,0 kgf/mm2 (700 MPa) de limite de resistência à tração e 62% de alongamento. A altas temperaturas, até 815°C, sua resistência mecânica é bem maior que a do tipo convencional 304. Por essa razão e por sua excelente resistência à oxidação, um dos empregos recomendáveis é em eixos de motores Diesel e aplicações semelhantes.

« Voltar